Vitória ficou no empate contra o Imperatriz e avançou na Copa do Brasil (Foto: Vagner Jr./Coluna do Futebol)

Vitória joga mal e conta com baixo nível técnico do adversário para segurar 0 a 0 no placar

O Vitória está classificado para a segunda fase da Copa do Brasil. Em duelo disputado nesta terça-feira (11), no Estádio Frei Epifânio, o time rubro-negro empatou em 0 a 0 com o Imperatriz. Como tinha a vantagem de jogar pelo empate, a equipe comandada pelo técnico avançou no torneio nacional.

Agora, o Vitória aguarda o vencedor de Lagarto (SE) e Volta Redonda para conhecer o seu adversário na próxima fase da Copa do Brasil. A partida acontece na próxima quarta-feira (19), no Estádio Albano Franco, em Simão Dias (SE).

A classificação trouxe alívio aos cofres do Vitória. O clube, que já havia garantido R$ 540 mil por participar do torneio, vai receber mais R$ 650 mil pela classificação. 

O próximo compromisso da equipe principal do Vitória é contra o Freipaulistano, domingo (16), às 18h, no Barradão.

O JOGO

Com menos de um minuto, o atacante Vico, do Vitória, arriscou da entrada da área, mas a bola foi para fora. O Imperatriz tentou responder, mas sem efetividade. A equipe maranhense insistia em jogadas pelo lado direito, bem como em bolas alçadas na área.

O Vitória apertou a marcação e passou a pressionar o Imperatriz. A defesa precisou dar chutão.

Boas oportunidades só apareceram a partir dos 36 minutos. Joelson, do Imperatriz, tabelou com Lucas Campos, que finalizou de perna esquerda, mas o chute foi ruim. Logo em seguida, o Vitória respondeu. Léo Ceará cruzou, Fernando Neto cabeceou fraco e desperdiçou uma boa chance.

Aos 42, Thiago Carleto cobrou falta, mas a bola foi para fora e sem perigo para Wadson.

Segundo tempo

O técnico Geninho fez uma alteração no intervalo. Ele sacou Júnior Viçosa e colocou Rodrigo Carioca em campo. Com isso, Léo Ceará passou a atuar como centroavante, sua posição de origem.

Aos 19, Da Silva tentou de fora da área, mas a bola saiu pelo lado esquerdo de Ronaldo.

O jogo tinha pouca emoção e as duas equipes pecavam nas finalizações.  

O Vitória ficou com um jogador a menos aos 37. Guilherme Rend retardou uma cobrança do Imperatriz e recebeu o segundo cartão amarelo, que culminou com a expulsão.

Veja também: “A situação do Vitória em caixa é calamitosa”, diz Paulo Carneiro

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui