Foto: Divulgação

“Se fosse no lugar deles, recebia”, disse Paulo Carneiro quando questionado sobre incentivos vindos de Atlético-GO e América-MG para o jogo entre Vitória e Coritiba

O Vitória não tem mais aspirações na Série B do Campeonato Brasileiro. No próximo sábado, porém, pode definir, ou não, o acesso do Coritiba, terceiro colocado. E o presidente do clube, Paulo Carneiro, não vê problema se algum envolvido na briga pelo G-4 oferecer dinheiro a seus atletas.

“Não respondo pelos meus jogadores. Eles que sabem. Se fosse no lugar deles, recebia. Tomara que deem a eles R$ 2 milhões, porque aí a pressão sobre mim vai ser menor na segunda-feira. Vão ganhar dinheiro, porque o Coritiba precisa empatar, né”, disse, em entrevista à “TV Globo”.

Carneiro justificou a opção citando a condição atual do Vitória, com atrasos salariais a seus jogadores. Na classificação da Série B, o time é 12º colocado, com 45 pontos.

Na última rodada, o Vitória recebe o Coritiba em Salvador neste sábado, às 16h30. Os paranaenses estão no terceiro lugar, com 63 pontos, a um empate de retornar à Série A.

Além do Coritiba, também brigam pelo acesso o América-MG e o Atlético-GO, que enfrentam, respectivamente, São Bento e Sport, ambos em casa. Os mineiros, na quarta colocação, têm a vantagem de depender só de suas forças, bastando fazer mais pontos que os goianos.

Veja também: Vitória inicia conversas para renovar com zagueiro para 2020

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui