Tencati comandou o Vitória em sete partidas no primeiro semestre deste ano — Foto: Maurícia da Matta / EC Vitória / Divulgação

Cláudio Tencati foi demitido em maio e cobrava, na justiça, valores devidos pelo Vitória

Vitória e o técnico Cláudio Tencati, enfim, entraram em acordo. Demitido do clube em maio deste ano, o treinador havia entrado com uma ação contra o Vitória na Justiça do Trabalho e cobrava cerca de R$ 360 mil, referentes a FGTS atrasados, rescisão contratual e salários atrasados. Apesar de ter sido desligado em maio, sua rescisão foi publicada no BID apenas em agosto, devido às pendências que o clube tinha com o treinador.

De acordo com o advogado Dyego Tavares, representante de Tencati na ação, o acordo foi selado nesta quinta-feira, em uma audiência no Tribunal Regional do Trabalho da 5ª Região de Salvador.

– O EC Vitória se mostrou muito solícito e nos fez uma proposta que entendemos ser bastante positiva para o Tencati dentro do que entendemos ser o justo. Houve acordo e não há mais pendências entre as partes. Esta ação teve uma solução bastante rápida porque chegamos a um ponto em comum logo na segunda audiência de instrução. Agora este assunto está encerrado – afirma Tavares.

Cláudio Tencati foi contratado pelo Vitória em março, ainda na gestão de Ricardo David, e deixou o clube dois meses depois, já sob a gestão de Paulo Carneiro na presidência do clube. Com o treinador, o time baiano disputou sete partidas e teve aproveitamento de 23,8%, com quatro derrotas, dois empates e um triunfo.

No mês de julho, o diretor jurídico do Vitória, Dilson Pereira Júnior, falou ao GloboEsporte.com sobre a situação de Tencati, que não havia assinado o distrato com o clube. Ele explicou que houve um rompimento contratual, mas a rescisão não havia sido publicada porque o Rubro-Negro negociava os valores que seriam pagos.

Leia também: Grupos da Copa do Nordeste 2020 são sorteados; confira chave do Vitória

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui